terça-feira, 15 de maio de 2012

Um pouco de mim.


Meninas! Está frio aí? Aqui está bastante frio e eu adoro esse clima!
Poder usar uma blusa quentinha, um casaco, um cachecol é uma deliícia. E parece que ficamos mais arrumadas!
Hoje terminei mais uma encomenda fofa, que vou mostrar depois.
Vim deixar aqui o post que fiz para o Criative-se, em março. Para quem não leu, um pouco da minha vida de Costurices.
Fui reler o post e ver as fotos e fiquei boba de ver como meu cafofo mudou em pouco mais de um ano. Estou devendo para vocês fotos dele atualmente, mas deixa só eu montar minha "lojinha" que mostro todas as mudanças.
Um beijo!    
..................................................................................................................................................................
Olá
Estive aqui no Criative-se em dezembro, ensinando a montar uma árvore de natal em tecido. Fui convidada agora para contar como descobri que meu hobby poderia se transformar em profissão.
Bem, sempre gostei muito de decoração. Meu sonho era fazer a faculdade, mas fui fazer Direito. Como me arrependo disso!
Em 2009 compramos nossa tão sonhada casa e em 2010 iniciamos a reforma. A casa precisava de uma bem grandinha e eu entrei de cabeça. Apesar de ter ajuda de profissionais, pesquisava muito, comprava todas as revistas de decoração que via nas bancas e isso se tornou um vício. Até o scrap, que eu fazia muito, deixei de lado. Escolhi, junto com as profissionais da área, todos os acabamentos, acompanhei a compra de tudo, os desenhos dos armários, puxadores,  o projeto de iluminação e todas aquelas coisas de construção e reforma. Me entusiasmava com tudo, ía à obra todos os dias! Cheguei a pensar que me tornaria decoradora assim que a obra terminasse…
Além do sonho de uma casa nova do meu jeito, eu ía realizar outro: ter um canto só para mim, com as coisas que gosto, cheio de “frufrus”, onde eu pudesse exercer minha criatividade, deixar aquela bagunça gostosa, que só a gente entende. Enfim, um canto meu! E esse canto ficava na parte de baixo da casa, ao lado da garagem, e tinha até um banheiro, que estava bem caidinho, mas ficou bem simpático.
Comecei pedindo ao meu pai que fizesse um mural, para isso escolhi um tecido lindo e dele partiram as idéias para todo o resto. Herdei de um tio querido uma mesinha que sempre gostei, mandei pintar de azul, e fui arrumando meu “quartinho”. Contei com a ajuda das amigas ! A Flávia Thomé, mesmo de longe, acompanhou tudo e até desenhou a estante aberta, que é um charme!

Um belo dia, andando pelos sites da vida, me deparei com o Assim, sim. Havia um post lá, dando as dicas para quem quisesse praticar um hobby, ou até montar um pequeno negócio. O que mais me chamou atenção foi quando disseram que era preciso um lugar bacana, arrumado.
Na hora pensei: já tenho um lugar fofo, espaçoso e criatividade de sobra, o que eu poderia fazer lá? Scrap, na minha vida, já não tinha espaço, eu tinha “perdido a mão”, não me interessava mais.
E o que me veio na cabeça foi “vou aprender a costurar!” 
Quando pequena, minha avó paterna tinha uma máquina de costura e eu vivia entre botões.
Amava brincar com aquele pote cheio deles e minha avó sempre dizia que não podia colocar na boca e eu só brincava, fazia até coleção! 
Minha mãe também sempre costurou para a gente e minha avó materna tinha a costura como profissão. Pena que não a conheci!
Mas voltando ao assunto, pedi à minha mãe a máquina dela e comecei a fazer aulas de costura com uma amiga. Na verdade, fiz umas cinco aulas só, aprendi o básico e o restante aprendi apanhando muito, na base do treino mesmo. Como sempre gostei de blogar, abandonei meu blog de decoração para mergulhar no universo dos tecidos.
Montei o blog Costurices no cafofo para mostrar as minhas coisas, o que estava aprendendo, até então um novo universo pra mim, que estava me deixando nas nuvens! E minha mãe, é claro, foi minha maior incentivadora.
Cafofo já era o nome pelo qual eu carinhosamente já chamava meu ateliê e Costurices veio para completar!
Então, em um aniversário meu, convidei algumas amigas, fiz uma festinha no próprio ateliê e elas se apaixonaram pelas minhas costurices.
Neste mesmo dia, vendi tudo que havia produzido e recebi várias encomendas! Nascia ali, uma nova profissão, algo que nunca pensei ser: Costureira! E com muito orgulho !
Todo o tempo livre que tenho quando meus filhos vão para a escola, passo no ateliê. Produzio bolsas, necessaires, porta escova de dentes, porta pincéis e muitas outras coisas.  E agora, nasceu o Costurices Casa, com almofadas, toalhas, jogos americanos, de tudo um pouco. Enfim… Amo a minha nova profissão !
Beijos, e até a próxima…
Ana 

10 comentários:

  1. Ana vc faz porta níquel de calcinha? Se sim, qual o valor para 50 unidades + frete para 87.750-000? giovanampozzani@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giovana enviar um e-mail...beijos!

      Excluir
  2. Oi Ana!
    Muito bacana ler sobre a sua história e como tudo começou. É uma delícia lembrarmos de como éramos e como tudo mudou né!
    Eu gosto muito do Assim, Sim!. Graças a eles eu tive coragem de montar a minha loja e investir no que eu gostava de verdade:linhas, tecidos, agulhas...

    Minha mãe também é minha grande incentivadora, vai ver é coisa de Anas... HAHAHHAHAHA

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Débi!
      Quero ver sua loja, quer me matar de curiosidade, menina? kkkk
      Beijos!

      Excluir
  3. Pois é, Ana ,a vida dá muitas voltas mas o importante ,ainda que díficil é seguir os nossos sonhos.
    Desejamos muita felicidade a sua realização é também a de todas as amiguinhas que lhe querem bem.
    Um beijinho enorme e obrigada pelo carinho,
    mel e jasmim

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua historia .... ate pq to começando a me arriscar no mundo do hand made , começando meu Atelier de lembranças e presentes personalizados ...e to amando !

    www.atelierelegance.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ola Ana adorei a sua historia, tbm gosto mais do inverno, mas por aqui ja anda esquetando...

    Tbm estou aprendendo a costurar, ja nao pude fazer aulas por causa do idioma, e aqui tbm n tem costureiras como ai, entao aprendo sozinha e olhando so blog amigos os pap, e ja estou na minha terceira costurinha....e cada coisinha q faco tbm fico apaixonada!!!

    Bjinhos rose jp

    ResponderExcluir
  6. Olá Ana, seja bem-vinda à Casa de Retalhos.
    É sempre muito bom ver pessoas que seguem seu coração, seus sonhos.

    Muito sucesso em sua profissão, e sucesso para o seu blog também.

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Adorei o post! Muito legal mesmo... e você vê como as vezes não sabemos que temos tanto talento até começar a fazer... já falei que você arrasa, né?!
    Agora, eu estou me roendo de curiosidade desde quando você falou que estava mexendo no ateliê... to louca pra ver!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Ana, gostei muito da tua historia, e os seus trabalhos. Há poucos dias iniciei o meu blog, para mostrar os meus trabalhos que ainda são um robie, me visita lá, será um prazer ter a tua visita.

    Bjs, Frida Lucia
    http://agulhascolhereseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir